Eu sou!

Minha foto
Artista plástica e professora de arte e artesanato

Bem vindo!

Olá, sua visita é divina, venha sempre!

Loja no Elo7!

Desenhando Mandalas


Desenhar Mandalas é uma atividade relaxante e divertida! Essa atividade melhora a concentração, a coordenação motora, a organização mental e ajuda a mente a relaxar, diminuindo a ansiedade e o stress.
Desenhar Mandalas é muito mais fácil do que imaginamos, pois nossa mente reconhece com facilidade a forma circular. O círculo está em tudo ao nosso redor, desde a forma do planeta em que vivemos, até a forma dos nossos olhos. Em toda a natureza, encontramos a forma circular: na teia da aranha, nas frutas e flores e nas conchas do mar. Na natureza humana, lembramos dos rituais feitos em círculo em volta da fogueira e das danças circulares.

Por ser tão presente em nossa vida, a forma circular nos é familiar e nos dá a sensação de estar em casa. Por isso, quando observamos uma Mandala, sentimos bem estar. E ao desenhar, acessamos o arquivo da mente aonde temos registradas todas essas referência circulares.

Vamos fazer Mandalas?

Para criar e desenhar a sua mandala, você vai precisar de :

*papel sulfite
*lápis ou lapiseira
*régua
*compasso
*borracha e lápis borracha
*apontador
*papel vegetal
*tesoura



PASSO A PASSO - criação e desenho da mandala

1º passo – definindo o centro do papel

1.  Dobre o papel sulfite no sentido diagonal para definir o centro da sua mandala, e retire a sobra de papel. Você obterá um quadrado.

2.  Dobre também no sentido horizontal e vertical, assim você encontrou o ponto central da sua mandala ; marque com o lápis o centro.

      3.  Siga as marcas das dobras e marque as divisões com o lápis, como se fossem “fatias de uma pizza”.   
       4. 
Defina o tamanho da sua mandala: O DIÂMETRO é a medida do círculo. A metade do diâmetro é o RAIO (desenho geométrico). Abra o compasso na medida do RAIO ( metade do tamanho da sua mandala ) e fixe a ponta seca do compasso no centro, traçando o círculo.

5.  Divida agora a partir do centro, em quantos círculos você desejar. Lembre-se que, quanto mais divisões você fizer, mais elaborado será o desenho da sua mandala, e mais elementos ela terá.

6.  Você pode obter um maior número de divisões, utilizando o compasso: para isso, defina um ponto de um dos lados, no espaço a ser dividido ( na fatia da pizza ); com a ponta seca, abra o compasso um pouco maior que a metade do espaço a ser dividido e trace uma marca. Conservando a mesma medida de abertura do compasso, marque o ponto oposto com a ponta seca e trace outra marca, cruzando a primeira.

 Você obterá o ponto exato do meio da “fatia”. Com a régua, marque esse ponto juntamente com o ponto central do papel, e risque: (desenho geométrico)

7.  Crie um elemento no centro. Esse elemento pode ser qualquer desenho...um sol, uma lua, uma estrela, uma flor, um coração...sinta o que você deseja e deixe fluir. A partir desse primeiro desenho, crie elementos organizando-os à volta do elemento central. Para isso você pode utilizar a régua e o compasso, ou desenhar à mão livre, unindo os pontos obtidos com as divisões e experimentando quantas formas você pode criar!

  
DICA! Se você quiser criar elementos mais elaborados, e quiser repeti-los na mandala, use a seguinte técnica:
Em um pedaço de papel vegetal, copie o elemento que você deseja. Do outro lado do papel, passe o lápis sobre as linhas. Assim você obterá um “molde” do elemento, e pode repassá-lo aonde e quantas vezes desejar.

8.   Quando você sentir que a sua mandala está pronta, utilize o lápis borracha para apagar as linhas que você não deseja no seu desenho, e aproveite para definir os traços finais, que permanecerão no desenho, reforçando-os com o lápis.


A MANDALA é um desenho INFINITO...podemos preencher uma área infinita, cada vez maior, expandindo, expandindo...essa é a magia que experimentamos ao desenhar uma mandala...
Com essa técnica, você pode criar infinitas possibilidades de mandalas!

Experimente também criar um desenho de mandala totalmente à mão livre, sem preocupar-se com tamanho, combinações e perfeição na simetria... a criação livre de mandalas é um ótimo exercício para soltar a imaginação, treinar a criatividade e também para relaxar e meditar. Exercita o hemisfério direito do cérebro, responsável pela criatividade e inteligência emocional.
Se desejar, pinte sua mandala livre com lápis de cor, ou giz de cera... deixe fluir as cores...não se preocupe com combinações perfeitas...
Depois, use a sua mandala para meditar: cole na parede, deixe ao lado da TV, ou na porta da geladeira... sempre que sentir necessidade de relaxar, observe sua mandala... comece dirigindo o olhar para o centro, observe durante alguns minutos, e vá expandido a visão, devagar, sentindo cada elemento...


Renata França

artista plástica

Mais dicas de como desenhar mandalas:
http://www.mandalasparatodos.com.ar/blog/como-crear-un-mandala-paso-a-paso/


Nenhum comentário:

Postar um comentário